domingo, 9 de janeiro de 2011

Correndo contra o relógio

O motivo principal da minha ida ao Rio de Janeiro neste final de semana não foi turismo. Foi a etapa carioca da corrida Circuito Sol Net. Não, eu não corro nem para chegar até o carro na chuva. Já o Mr. Ed coloca  corrida e natação entre as três coisas que ele mais ama.

A corrida foi no Aterro do Flamengo hoje, domingo, com início pontualmente às 8 da manhã. O que significou acordar antes das 6, tomar café da manhã às 6 e meia, e chegar ao local antes das 7 e quinze. E ir para a cama na noite anterior antes das 10 num sábado de verão no Rio de Janeiro!

Foi interessante cruzar, no caminho para o Aterro hoje de manhã, com o pessoal que voltava das baladas. Muita gente cambaleante, despenteada, com cara de usada, olhos vidrados, ainda com uma latinha de cerveja na mão. A luz do dia é extremamente cruel com algumas pessoas, tirando-lhes o glamour que a luz artificial de uma boate consegue criar.

A geração saúde que estava no Aterro, o sol delicioso bem cedinho pela manhã, o cheiro de café fresco, os rostos corados, tudo ajudou a passar o tempo que fiquei esperando até o Mr. Ed cruzar a linha de chegada 10 km depois da largada. Ele chegou ofegante e molhado de suor, mal conseguia falar. Mas não era preciso nenhuma palavra para decifrar a alegria no seu rosto.

6 comentários:

Rodrigo disse...

E o Rio de Janeiro continua lindo!

Sabe que eu até corria?
quando eu tinha tempo... aliás, bons tempos,

Daniel disse...

Viu porque eu adoro essas corridas de rua? E porque voltarei a frequentá-las? ;)

David ®... disse...

super amei sua solidariedade a ele..rs..é tão bom a gente terminar a corrida e saber q tem alguém lá esperando por nós.

bjão

Daniel disse...

É mesmo ótimo ter alguém esperando na linha de chegada. Poucos meses antes de eu terminar o meu namoro, eu quase tive que implorar pro meu falecido (que moravana zona sul, podia ir rapidinho pro aterro)ir lá me ver. só chegou DEPOIS da chegada e com cara de bode. o namoro não durou mais que um mês.

Cara Comum disse...

Pois é... Que bacana o companheirismo... Abraços!

Luciano disse...

@Daniel, @David:
Não basta ser namorado, tem que participar. É o meu lema. Já assisti dezenas de provas de corrida e natação. Eu me divirto fotografando.
Abraços,
**