domingo, 2 de janeiro de 2011

Sem cerimônia

Pena que o ensaio com os figurantes, feito em um dia de sol,
tenha rendido fotos mais bonitas...
Gostei de assistir à posse da presidente Dilma ontem. Já senti um grande alívio quando vi que ela resolveu dar um descanso para o tailleur vermelho e os brochinhos de estrelinhas que ficassem lembrando o PT a cada minuto. Neste ponto ela foi muitíssimo mais sensata que o ex-presidente Lula, que muitas vezes pareceu ser mais presidente do partido do que do país. Não votei nela mas sinto que ela está com muita vontade de acertar e torço para dar certo.

Admiro o trabalho do cerimonial - que sempre tem que pensar em tudo, até no impensável. O que fazer se chover, se fizer sol, se nevar, se tiver uma enchente gigantesca, talvez até se tiver um terremoto durante a posse. Já pensou se a presidenta tem um desmaio, ou uma caganeira incontrolável durante a cerimônia? Eles têm manuais sobre o que fazer em cada caso. Nada pode estragar o momento.

...do que durante a chuva no dia da festa
Só senti falta da mãe da presidenta. Tenho certeza que aquela senhora espevitada que foi mostrada no Fantástico há alguns meses atrás estava lá em algum lugar, ela não perderia a cerimônia por nada deste mundo.

4 comentários:

Rodrigo disse...

Também gostei de assistir!
Feliz 2011!
Beijo pra ti

Paulo Braccini disse...

Também não votei nela, mas confesso q aos poucos ela vem ganhando minha simpatia e hoje torço muito por ela e por todos nós ...

bjux

;-)

Cocada.g disse...

Assisti por obrigação mesmo. Não votei nela, mas ja que foi eleita nos resta esperar que ela faça um bom mandato. E realmente essa atitude dela de retirar aquela farda vermelha e broches do PT foi bem sensata. Espero que ela governe e não o partido ou o seu ex-presidente.

abraços!

Don Diego De La Vega disse...

Não é o tipo de coisa q eu escolha assistir, não....