domingo, 6 de março de 2011

A família perfeita

Não sei se este é um fenômeno que está acontecendo só aqui na minha cidade ou se está se espalhando pelo país inteiro como doença contagiosa. Mas, por aqui, onde quer que se olhe no trânsito, os carros cada vez mais ostentam na traseira adesivos que anunciam a conformação da família proprietária.

São figuras representando famílias felizes muitas vezes acompanhadas de cachorros, gatos, e até peixinhos no aquário. Parecem aquelas famílias de comercial de margarina - papai, mamãe e 2,6 filhos vendendo felicidade por todos os poros. É de uma perfeição irritante.

Estou quase me rendendo ao modismo. Ontem finalmente tive um tempinho para sentar e desenhar a minha versão de família perfeita. Talvez eu também a cole na traseira do meu carro e saia por aí. Será que vão gostar do cachorrinho?

18 comentários:

AD disse...

no meu caso eu tiraria o cachorrinho

Rodrigo disse...

no meu caso eu tiraria um mocinho

;)

Well | Castro disse...

Perfeito! rs

Aqui em São Paulo tenho visto muito dessas famílias é até bem engraçadinha essa moda... Faz um tempinho vi um repostagem dizendo que essa moda surgiu em Florianópolis.

Gostei da sua família Luciano... apoiado!

Le1dro disse...

Achei tão gracinha seu desenhooooooo.

Eu penso assim: para cada criança adicionar 2 cachorros rsrsrs

Dimas disse...

Olá Luciano...gostei muito do desenho, acho que deve colocar no seu carro sim, aposto que muitos vão te copiar.

Grande abraço extensivo a Mr. Ed.

Anônimo disse...

Em Curitiba a cada dez carros, pelo menos oito tem algum adesivo deste tipo... É, é de âmbito nacional o negócio... rsrsrs

Cara Comum disse...

Bom, eu nunca vi desses adesivos aqui em BH...

Na verdade, eu não usaria um desses pelo único motivo de que eu não quero ficar dando notícias da minha vida pra quem eu mal conheço...

Mas, SE fosse usar um assim, eu acrescentaria duas crianças ao seu.

Abraços!

Anônimo disse...

Talvez o que estejam querendo dizer, seja: Família é base e alicerce num mundo onde os relacionamentos estão cada vez mais efêmeros.
Lógico que sou a favor de todos os tipos de família, inclusive, no meu caso, o cachorrinho seria um labrador.
Gui.

P. Florindo disse...

Já li um tweet falando de gente que até tatuou a família estilo este adesivo.

Como não ando de carro, não vejo esses adesivos com frequencia. Penso no que uma família cristão e que preza pela moral e pelos bons costumes (cof, cof, cof) possa pensar do seu adesivo. Talvez digam que vocês fossem dar um péssimo exemplo ao cachorro. :P

Sil disse...

Aqui em Brasília vc vê isso muito. No início achava que era coisa de igreja, mas depois vi até que tem uma famílias interessantes, a mãe e uma fillha; a outra era uma senhora, o homem, a mulher, os filhos. Dá até pra fazer análise das famílias, tinha um que ficavam as crianças no meio, a mulher de um lado e o homizinho do outro. Não vi nenhuma família gay ainda, nem sei onde compra esses adesivos. Mas sempre falo que o nosso ia ficar muito engraçado, duas mulheres e uma fila imensa de gatos e cachorros rsrs tá na hora de a gente colocar essas coisas nos nossos carros tb

Diógenes de Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caju disse...

o cachorro eh fofo!

Roberto Camargo disse...

Ai!!! Essa moda me irrita tanto quanto aquela de fazer coraçãozinho com as mãos...

SG disse...

Tenho visto até adesivos arrancados...

O casamento não dura, mas os adesivos, permanecem!

[ joe ] disse...

hehehe eu adorei. nao fosse o fato de eu achar esse tipo de adesivo, ainda mais em carro, uma coisa meio babaca, eu aprovaria.

[j]

Papai Urso do Interior disse...

Comercial de margarina é demais para o meu colesterol, a propósito sobre esses desenhos felizes de família hetero tem uma música do Erasure do carái, Who Needs Love Like That? que diz tudo... Ou seja não precisamos dessa conformação familiar para sermos felizes, nem imaginamos o quanto heteros nos invejam!

varzo disse...

Hum... se fizer e for vender me avisa que vou comprar, risos. O meu seria como a colega que falou que tem que ter um punhado de gatos e o cachorro. Talvez uma bandeirinha de arco íris para o povo não ter dúvida, vai saber né?

Francisco Barbosa disse...

Você tem razão. Esta moda está como um vírus por todo o sul do Brasil. Sugeri, na brincadeira, lógico que meu companheiro pusesse no carro dele. dois homens e dois cachorrinhos.