domingo, 17 de junho de 2012

Eu, meu marido gay e o namorado dele

A história do mórmon gay casado com filhos deixou muita gente indignada. Mas a verdade é que não há como julgar o relacionamento de ninguém. Só quem está envolvido no relacionamento sabe onde aperta o calo, e é admirável quem consegue libertar-se das amarras das convenções sociais para traçar o próprio caminho. Os americanos defensores do casamento tradicional lutam veementemente contra isto que eles chamam de "redefinição do casamento" e não aceitam nenhuma outra configuração além de "Adão + Eva". Eles não sabem que a receita da felicidade pode vir com ingredientes diferentes para pessoas diferentes.

Veja por exemplo o caso desta família da Alemanha. Depois de um casamento de vários anos e um filho de 20 anos do casamento anterior, Erika descobre que o marido é gay. Mas eles têm um relacionamento excepcional, se gostam e se respeitam muito. Erika, inclusive, afirma que depois de se assumir gay o marido melhorou muito da depressão que o afligia. A solução: convidaram o namorado do marido para vir morar com eles. Hoje Ewald e Gothard moram juntos e dividem o quarto, e compartilham a casa com a ex-esposa que agora virou melhor amiga e o filho. A foto ao lado é o cartão de Natal da nova família há quatro anos.

A reportagem original em alemão pode ser lida aqui, e o assunto também foi comentado recentemente no G1 (como era de esperar, na seção "planeta bizarro"). Acho melhor o mundo ir se acostumando com a ideia.

2 comentários:

Margot disse...

Sabe de uma coisa Luciano... eu não sei mais nada! Vivendo e aprendendo... Rsrsr... cada um à sua maneira, não é mesmo?
Beijos e bom domingo.

Will disse...

Os comentários das pessoas no G1 são hilários...