sábado, 30 de junho de 2012

O milagre de Fátima

Deve ter muita gente sem conseguir dormir na Globo tentando entender como não aconteceu o esperado milagre de Fátima. O programa da Fátima Bernardes terminou a semana com metade da audiência do dia da estreia e a razão pode ser resumida em uma única palavra: chato. Se puder usar duas palavras fica ainda mais claro: muito chato.

O problema é que muita gente não está conseguindo entender as mudanças tão rápidas que têm acontecido ao público da televisão provocadas pelo advento da Internet. Quando eu estou matando tempo na Internet eu consigo, em cinco minutos, ler uns três artigos em jornais diferentes, zapear dois ou três vídeos, responder dois e-mails, e acompanhar as postagens dos amigos no facebook - tudo isto enquanto ouço música. O resultado é óbvio: a exposição contínua à Internet, com todas as distrações e interrupções, alterou nossa habilidade cognitiva. A Internet fica cada vez mais interessante e a TV fica cada vez mais chata.

Esta bola já foi cantada por Nicholas Carr há mais de dois anos no artigo How The Internet Is Making Us Stupid. Discordo um pouco do título - a Internet não está fazendo ninguém ficar mais burro, só está alterando a forma como nos alimentamos de conhecimento. Hoje preferimos a rapidez e a fragmentação, e com isto o tempo de atenção que conseguimos dedicar a algo antes de perder o interesse (o famoso attention span) é cada vez menor. Em comparação com o passado, é como se toda a população tivesse começado a sofrer de déficit de atenção.

Eu fui criado em frente à TV. Nos últimos anos, no entanto, a abandonei quase por completo. Assisto quase tudo que me interessa pela Internet, onde tenho controle de horário e posso zapear rápido para frente e para trás. Voltei a assistir TV depois que comprei um iPad, porque assim vejo TV com o iPad no colo e ao menor sinal que a coisa começou a ficar chata, abaixo o olhar e começo a checar e-mails e procurar outras coisas mais interessantes. Adoro Avenida Brasil, por exemplo, mas só presto atenção às tramas que me interessam - nas horas em que o Alexandre Borges está fugindo ou correndo atrás de seu harém eu estou olhando para a tela do iPad. Pela quantidade de gente twittando e facebookando sobre TV durante os programas dá pra perceber que muita gente está fazendo o mesmo.

6 comentários:

Margot disse...

Resumiu muito bem o acontecido. O programa é chato e a internet tomou lugar. Raramente vejo TV e quando o vejo é como vc; com o Laptop no colo. A atenção mais aqui, que lá.
Fátima devia voltar para o lugar, de onde nunca deveria ter saído. O sonho dela ficou beeemmm menor.
Abraços

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

TV é chata, Globo é chata e a Fátima chatérrima ... simples assim ...

Jota Farr disse...

Lembro sempre que a globo acha que nós não temos o que fazer da vida; nesse horário do programa da Fátima a maioria das pesoas está no trabalho; aí sobram as donas de casa e as crianças - e claro outros públicos como consultórios, etc - logo, esperar uma super audiência é complicado.

railer disse...

ótima postagem. tv tem ficado chata mesmo. posso contar no dedo os programas que gosto de ver. também sou daqueles conectados enquanto a tv está ligada.

dandoaverdade disse...

Acho que sou o único brasileiro que não suporta essa mulher. Acho ela chata, inexpressiva, sem brilho e uma profissional medíocre.

Oliveira Santos disse...

Eu assisti o programa como curiosidade, achei leve, bem leve, mas o que o Luciano disse é a mais pura verdade a internet veio para ficar e conquistar e tomar o lugar da tv, sem falar que as pessoas trabalham hoje e muito, alguém têm tempo de ver a tv direito? É para quando pode não é mesmo. São tempos modernos e avançados de tecnologia, a tv levou acho que uns 50 anos para se firmar e a internet em 5 anos explodiu!!!! Concorrência brava mesmo. Mas é preciso ter um computador bom que dure uns 4 a 5 anos e depois se moderniza ele ou compra outro, internet rápida, se não não se faz nada e nem vê nada, têm isso também, e não é para todos não. Agora gente chata e antipática é a coisa da Ana Maria, pelo amor de Deus tirem essa coisa do ar, e levem o Faustão, e tantos outros de brinde juntos. Só para contar estava de férias, agora menos um dando audiência a Fátima.