quarta-feira, 27 de junho de 2012

Jay Brannan


30 anos, olhar de alcova, carinha de me-pega-e-me-leva-pra-casa-e-cuida-de-mim, Jay Brannan roubou meu coração desde a primeira vez que o ouvi cantando em 2008. Ele tinha acabado de lançar Goddamned, um álbum gostoso e cheio de músicas muito inspiradas cantadas de homem para homem. Na época ele passou pelo Brasil e fez show em Porto Alegre e deixou as impressões registradas em um blog que ele escrevia.

O segundo álbum, In Living Cover, veio na metade de 2009 com duas músicas originais e sete gravações cover que incluiam versões bem bacaninhas de All I Want (original da Joni Mitchell) e de Zombie (original dos Cranberries).


Eu ainda me lembro bem do dia em que Michael Jackson morreu, há exatos 2 anos. Jay Brannan pegou o violão e fez uma homenagem com esta versão acústica de Man In The Mirror que me deixou comovido.

Depois de um hiato de dois anos ele está de volta com Rob Me Blind, um disco que já me pegou de jeito desde a primeira música. No encarte ele escreve "Eu tenho medo, sou inseguro, e só boto fé em mim nos dias realmente bons". E o que dizer deste vídeo da música que dá nome ao álbum, em que ele imagina uma paixão com o estranho do elevador?



No disco novo Jay Brannan repete Beautifully, que já tinha aparecido em In Living Cover e que agora ganhou um vídeo bem transadinho. Este garoto ainda vai muito longe.

7 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

não conhecia ... mais um q vai para o meu pen drive ... com certeza

Margot disse...

Essa carinha de "atreva-se", por favor... ai..rrsr mata a gente. Adorei o vídeo do elevador..lindo!
abraços Luciano

Uomo disse...

Que fofinho esse clipe do elevador. Muito legal.
Luciano querido, vc sempre trazendo-me novos sons. Vou ter que comprar um HD externo para caber tanta música.

Caco disse...

Obrigado por apresentar!

Rafa disse...

Gostei! Esse não é o cara que fez Shortbus, parece muito! Ele é bonito, mas o cara do elevador... aiai

Bj

Luciano disse...

@Rafa:
É ele mesmo. O Jay Brannan atuou em Shortbus e em Holding Trevor - a carreira dele como ator é modesta comparada à carreira de cantor.
Abraço,
**

Sandro Fortes disse...

Lembro dele numa ótima cena de sexo a três, e cantando o hino americano, em Shortbus.