quarta-feira, 6 de junho de 2012

Gay no futebol

Wade Davis é um jogador de futebol que já foi da Liga Nacional de Futebol Americano e que se assumiu gay há pouco tempo. Nesta entrevista ele fala por quase dez minutos sobre o impacto de ser gay no mundo esportivo de hoje. Ele conta, por exemplo, da época em que tinha tanto medo de ser descoberto que chegou a gastar mais de mil dólares com garotas de programa em uma única noite só para reforçar a ilusão de que era hétero. Mas fala também do sentimento de liberação dilacerante quando finalmente conseguiu se assumir. A verdade é que cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.


5 comentários:

Anônimo disse...

Esses EX-atletas saem do armário em busca de alguma notoriedade depois que a cof cof fama acaba. Ser militante DEPOIS de ser atleta tá ficando fácil.

Red disse...

como gay brasileiro torcedor fanático de futebol americano (pois é...) digo nem precisa ir tão longe, minha esposa Tim Tebow, ex-quarterback dos Broncos, atual reserva dos NYJets, virgem convicto (*ahem*), crente fanático e a celebridade mais popular nos EUA durante a season, leva um jeito:
http://www.youtube.com/watch?v=ojXkblN7pC0

se não fosse crente já teria se assumido, mas a lavagem cerebral crente faz um mal danado. enfim... tudo relativo ao Tebow é uma longa história.
go Broncos!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

voltando meu querido e assim retomando a vida ... bjão

Margot disse...

Até entendo os nichos ditos particularmente "machos"... mas acho ridículos. Qualquer profissão, tipo de vida, ou qq atividade que seja que leve o homem/mulher a viverem em comunidades exclusivas de gênero(conventos/seminários/concentrações de jogadores/colégios esclusivos)estão fadados a mostrarem/desenvolverem relações homo, mais frequentes do que em comunidades abertas. Mas, meu DEus, porque o camarada não pode ser jogador e gay? Com certeza isso não influenciará na profissão/gosto, seja lá o que for.
Esses nichos, ditos masculinos/femininos, não me descem.
Acho que hoje eu estou do contra...
Abraços Luciano... bom feriadão.

PORAQUIESO disse...

Oi ... Geralmente passo por aqui mas não comento mas desta vez ainda estou remoendo esta frase: "A verdade é que cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é." Abraços !!