terça-feira, 20 de julho de 2010

Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais...

Lembro-me muito bem de quando eu era um adolescente tentando entender tudo que estava se passando comigo, e como era reconfortante descobrir que existiam outras pessoas como eu, principalmente se estas pessoas eram famosas e admiradas.

Acho uma pena que justo no Brasil, país tropical cheio de calor e amor pra dar, que tem a pretensiosidade de ser liberal, não existam ídolos gays que possam servir de role model para esta juventude que está se descobrindo agora. As figuras públicas ainda têm um medo enorme do dano à carreira.

Por isso eu admiro muito o John Barrowman. Ele é lindo, charmosésimo, tem uma carreira de cantor com vários discos gravados, e faz grande sucesso em seriados da TV americana. Ele sempre se sentiu confortável com sua sexualidade e nunca manteve segredo de sua condição. Em sua autobiografia ele conta que no começo da carreira foi aconselhado a se passar por hétero - e que isso o fez se sentir muito ofendido.

No final de 2007 ele se casou com seu parceiro Scott Gill numa cerimônia seguida de festa para toda a família, e depois compartilhou as fotos com os fãs.

Enquanto isso, outro dia li uma entrevista com a Maria Gadú em que ela dizia que talvez, que pode ser, que não tem muita certeza, que sei lá, mas que ela achava que tinha sentido atração por uma garota um dia. Eu quase caí da cadeira porque só aí eu me dei conta de uma coisa: eu sempre tinha pensado, até então, que Maria Gadú fosse nome artístico e que ela era homem!

2 comentários:

Daniel disse...

Maria Gadú é o nome artístico do Justin bieber

[ joe ] disse...

^heheheheheheheehehehehhehehee^
muito bom.

também lamento que aqui as referências sejam tão escassas, e de qualidade tão questionável. afinal, o que figuras como Serginho Orgastic podem acrescentar de bom à juventude que se descobre gay? Sim, nada de bom pode sair dali. Maria Gadu? Talvez gostou de uma guria? Conta outra, vai.
Ainda bem que desde cedo tive meus ídolos (todos importados), personagens ou pessoas reais em quem me inspirar ou a quem admirar. Desses, jamais me esquecerei.
Muito bem colocado! Se fôssemos fazer uma lista com outros como o John, teríamos assunto pra um blog inteiro.

[j]