domingo, 18 de setembro de 2011

Antes do Emmy virar gay

Jane Lynch e a esposa Lara Emby comemorando o
Emmy no ano passado
Hoje à noite todo mundo que curte televisão vai provavelmente estar sentado em frente da própria. A razão é a entrega do Emmy, o prêmio mais importante da televisão. Na lista de candidatos ao prêmio há várias séries, personagens e atores abertamente gays. A apresentadora principal da noite é Jane Lynch (que faz a treinadora Sue Sylvester em Glee), que nunca escondeu que é lésbica e faz questão de levar a esposa em todos os eventos especiais. Mas nem sempre foi assim.

Norman Sunshine, que ganhou o Emmy pela arte gráfica de Addie and the King of Hearts em 1976, celebra a abertura do Emmy em artigo muito inspirador publicado ontem no New York Times com o título Before The Emmys Were Gay (original aqui). Há 35 anos Normam era obrigado a se referir a Alan Shayne como seu "amigo", embora vivessem juntos há 18 anos. E se viu obrigado a arrumar uma companhia feminina para acompanhá-lo à cerimônia.

Norman escreve sobre as mudanças com um misto de emoções. Espanto e inveja de ver os novos profissionais com seus parceiros nas novas edições do prêmio, e orgulho pela abertura da sociedade. Quando ele ganhou o Emmy seu parceiro não estava do seu lado para que celebrassem juntos aquele momento. Muitos anos depois o próprio Alan Shayne concorreu a um Emmy pela produção da série The Bourne Identity, e o casal se sentiu finalmente com a liberdade para comparecer juntos à festa.

Na noite de hoje pode-se dizer que o Emmy já estará totalmente fora do armário. Certamente haverá muitos casais unissex acompanhados de seus respectivos maridos e esposas, muitos agradecimentos emocionados, e beijos orgulhosos - todos sem medo de ser feliz.

8 comentários:

FOXX disse...

provas q o tempo muda tudo, não é?

Um sol maior disse...

Felizmente as coisas mudam, e nesse caso pra melhor!
Adoro esse blog!!!!!

railer disse...

que bom que os tempos são outros.

não sabia da premiação. quero ver!

abraços!
raileronline

Pedro Bitencourt disse...

Coisas boas de se ver!!
:P

Dan disse...

conquista!

CriCo disse...

Queria ver isso acontecendo no VMB ou no Prêmio Multishow. Aí, sim! :D

[ joe ] disse...

ainda bem. lembro do Ian McKellen acompanhado de seu parceiro no Oscar em que O Retorno do Rei levou 11 estatuetas. E hoje, talvez uns 7 anos depois, o cenário está ainda mais favorável. É sempre boa notícia.

[j]

Cara Comum disse...

E assim o mundo segue evoluindo a passos lentos... Mas que bom que segue mudando!