domingo, 25 de setembro de 2011

Não explique o acordar dos metais

As duas próximas semanas serão pródigas de lançamentos musicais para saudar a recente chegada da primavera aqui e do outono no hemisfério norte. Como soe acontecer, alguns já vazaram e estão disponíveis para downloads não autorizados nos melhores sites do ramo.

Don't Explain é uma coleção de covers de grandes músicas daquela área que fica entre o soul e o blues pela cantora americana Beth Hart acompanhada do músico Joe Bonamassa. Beth Hart e sua voz ácida, que evoca Janis Joplin em algumas passagens, revisita clássicos imortalizados por Billie Holiday e Nina Simone (Don't Explain), Etta James (I'd Rather Go Blind), Aretha Franklin (Ain't No Way) e até a mais recente Melody Gardot (Your Heart Is As Black As Night). Um barato viajante que tem lançamento oficial em 27 de setembro.

Beth Hart - I'd Rather Go Blind:
      


Os românticos incorrigíveis que curtem uma balada doce vão descobrir que não é só James Blunt que acha você bonito. James Morrison também. Em 4 de outubro ele chega com The Awakening (que tem uma versão especial iTunes Deluxe com sete faixas adicionais de gravações acústicas e ao vivo). Várias faixas têm potencial para explodir nas FMs light, virar trilha de novela e grudar na cabeça da gente.

James Morrison é ótima companhia para um passeio no campo numa tarde de primavera. Já está na minha trilha sonora para subir a Mantiqueira para São Francisco Xavier no próximo final de semana. Pena que eu não tenha um carro conversível - assim o clima de vídeo clipe ficaria perfeito.

Eu ainda curto The Limit To Your Love como se tivesse sido lançada ontem. Adoro a voz meio onírica da Feist, esta canadense que finalmente explodiu em 2007 com o ótimo album Reminder e que volta depois de 4 anos com Metals para lançamento em 4 de outubro.

Já escolhi a minha faixa favorita, que certamente vai me acompanhar nesta e em muitas primaveras: The Bad In Each Other.

Feist - The Bad In Each Other:

2 comentários:

Cara Comum disse...

Musica boa chegando sempre me anima...

Antônio Vale disse...

Cara, vou dizer uma coisa...há mais ou menos uns 8 meses conheci teu blog. Entro em silêncio, mas agora me vi impelido a comentar algo. Mesmo com tua estória de antisocialidade parabenizo porque ela serve para você nos brindar com coisas tão espetaculares. Você escreve bem e mesmo quando ninguém comenta, saiba que está sendo lido pelo mundo inteiro. Eu me encarrego sempre de lhe indicar por onde vou. Obrigado pelas dicas de músicas. Através de você eu voltei a me relacionar melhor com as novas vozes.