sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Hétero Power

Eu achava que esta história de homem ficar correndo atrás de mulher e mulher ficar dando bola para homem era pura sem-vergonhice. Hoje eu sei que os héteros nascem assim, não é uma opção. E que a gente deve aceitá-los como eles são.

Alguns héteros podem parecer estranhos no início, alguns são óbvios demais. Ficar horas falando do time de futebol, usar cuecas horrorosas com o elástico frouxo, insistir em ficar coçando o saco em público - são hábitos que sempre fizeram parte da cultura hétero. Com tolerância e aceitação estas pequenas diferenças desaparecem com o tempo.

Eu tenho muitos amigos héteros e todos são gente muito bacana. A gente não pode achar que só pelo fato de eles serem héteros eles não são dignos. Eles merecem ser tratados com igualdade e respeito. Não é preciso ter medo de conviver com héteros, abraçá-los, ou beijá-los - esta habilidade de sentir atração pelo sexo oposto não "pega" nem "passa" de pessoa para pessoa como muita gente mal informada pode imaginar.

Se eu tivesse filhos eu não teria o menor problema em deixar que eles convivessem com heterossexuais e que tivessem educadores héteros. A convivência com a diversidade faz muito bem às crianças e permite que elas cresçam sem preconceitos.

A medicina também já comprovou que não é possível alterar a orientação sexual de uma pessoa. As terapias promovidas por alguns grupos religiosos e por profissionais mal informados e sem escrúpulos que alegam alterar a orientação sexual não funcionam. Achar que é possível submeter um hétero a sessões de terapia e convertê-lo em gay é pura ilusão.

Ao conversar com um hétero lembre-se de nunca mencionar a "opção sexual" dele - ele pode se ofender. O termo mais apropriado é "orientação sexual" pois trata-se de um traço da natureza do indivídiuo - ele não escolheu ser daquele jeito.

Eu nunca tinha tido a oportunidade de falar isso em público antes, mas na minha família existem vários héteros. Nunca tive vergonha dos meus irmãos héteros e nunca pensei em escondê-los ou negá-los; eu os amo e os aceito do jeito que eles são. Eu tenho muito orgulho dos meus irmãos héteros. Preconceito é uma coisa horrível.

15 comentários:

Anônimo disse...

E como será deles em relação a você??

David ®... disse...

cueca com elástico frouxo é mto heterossexuaLISMO !!!

bjão

PS: sensualizando com foto nova no perfil né??? hummmmm

Diego disse...

É. Eu já ouvi falar neles, os heterossexuais.

Papai Urso do Interior disse...

Rindo muito, rindo alto... Nem sei se era essa sua intenção, rsrs... Baixou em vc a Cleycianne às avessas foi? Adorei! Heteros falam de nós nesse tom, como se fôssemos bichinhos em exposição e para análise... rsrsrs... Será que mais alguém percebeu que vc foi sarcástico?! Os heteros são tão hipócritas, dizem que nos amam, nos aceitam, não tem problemas conosco no ambiente de trabalho ou social, nem com amigos que nascem 'assim' (assim mesmo que eles falam sobre nossa orientação, vc deve saber melhor que eu...), blá-blá-blá... mas deixa rolar gay power na família deles pra ver... Sai de baixo! Toda teoria prova-se nula, rsrs...

Eu: Alemberg Santana disse...

Tenho heretofóbia, pronto confessei! kkk!

Rodrigo Teixeira disse...

Lu,

O lambe-Lambe não existe mais, foi como um casamento, bom enquanto durou.


mas não desaparecerei.


beijo e bom finde.

tulioma disse...

Deus me livre de um filho hétero -n

Lobo disse...

Eu tenho um irmão hétero. Tenho muito medo de pensar em tudo que as pessoas ignorantes fazem ele sofrer todos os dias, mas se ele escolheu esse caminho, o que eu posso fazer?

Beijo Lú!

João Pedro disse...

Olha bee's, não acho isto justo! Não acho isto natural! Prefiro ter um filho bandido a ter um filho hetero! Vocês ficam aí tentando falar como se ser hetero fosse normal, mas na verdade são todos uns machões enrustidos que querem fazer de todos heteros.

Os heteros deveriam ser exterminados para parar com esta pouca vergonha!

Bando de varão!!!!!!! Vão comer boceta, seus heteros!! Tomem vergonha na cara!

Paulo [ALT] disse...

rs
adorei o post haha, fantástico
adorei a visão

não comento -- o que é chato e eu sei -- mas to sempre passando pra ler os posts novos. inclusive procurando os de música que eu adoro.

abraço!

Luciano disse...

@Pessoal:
Eu imagino o medo de todo pai quando descobre que o filho é hétero. Deve ser uma coisa terrível! Já imaginou saber que seu filho pode vir a ser igual ao Berlusconi?????
**

[ joe ] disse...

Sensacional o modo como o texto foi se transformando; divertida essa inversão, além de ser uma mensagem muito bacana, e repito, com um recurso muito bem empregado. seus textos, adoro!

[j]

Papai Urso do Interior disse...

Desde que me tornei leitor assíduo desse blog, um dos melhores textos ever!!! A sacação de colocar um hetero no mesmo discurso que há anos foi preparado para rotular gays como 'subprodutos' da sexualidade, é fantástico, sensacional, não
canso de elogiar, e como se não bastasse, tem muito sarcasmo e humor!!! Dá-lhe Luciano, tava inspirado pelo holy gay spirit, hein?! rsrsrs...

Álvaro disse...

Que refinamento! Pena que, apesar do esforço, o humor nem sempre é captado.

Dimas disse...

Sempre leio seu blog - hoje você se superou!!!
Texto leve, direto ao ponto!
Parabéns!!