sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Contos de fadas

Você já experimentou repensar os problemas que tinha há 10 ou 20 anos e descobriu que, com a maturidade, os problemas adquiriram uma perspectiva completamente diferente? Alguns não mudaram nada, mas deixaram de ser problemas - o que já é um grande progresso.

É sempre interessante reler o passado com a experiência do presente. Por isso eu gosto destas novas interpretações que são dadas aos tradicionais contos de fadas. Quando ouvimos estas histórias pela primeira vez éramos muito crianças para conseguir entender toda a complexidade e todas as perspectivas que estas histórias podem ter.

A Bela e a Fera e Chapeuzinho Vermelho são dois contos que tiveram versões recentes para adultos. Nos dois casos as tradicionais histórias infantis ganharam cores de horror. Quero ver.





5 comentários:

Flávio Amaral disse...

Só para mencionar, há uma interessante releitura de Chapeuzinho vermelho, "The Company of Wolves", de 1984, com a veterana Angela Lansbury fazendo a vovó. Vi no cinema (quanto tempo...) - filme bem legal.

CriCo disse...

Também adoro A Companhia dos Lobos, de Neil Jordan, o mesmo de Traídos pelo Desejo, o qual revi recentemente. Mas uma das melhores analogias feitas com a história da Chapeuzinho como wallpaper é Hard Candy, ou melhor, Menina Má.com (péssimo título), com a vingança da mesma. Suspense psicológico da melhor qualidade, com a minha queridíssima Ellen Page.

Roberto disse...

Vários dos contos originais que precederam a Chapeuzinho Vermelho dos Irmãos Grimm terminam de forma trágica mesmo, com a protagonista sendo morta e ninguém aparece para salvá-la. Essa adaptação parece passar longe da moral de não falar com estranhos, está mais pra ser outra besteira girl-power que não tem nada a ver.

David disse...

Adorei a capa vermelha da chapeuzinho

Anônimo disse...

Essa capa vermelha na neve branquinha ficou lindissíma!