sábado, 19 de fevereiro de 2011

A etiqueta do pinto

Uma amiga minha se apaixonou por um pinto. Mas, como ela mesmo dizia, o problema é que o pinto vinha com um grande babaca acoplado na extremidade e o conjunto completo não valia a pena.

Mas o meu objetivo nesta postagem é outro. É falar da etiqueta do pinto. Porque, que eu saiba, ninguém ainda lançou um manual com dicas úteis tipo usar para a direita ou para a esquerda, ou para cima ou para baixo. Danusa, Glorinha - quando sai o próximo manual?

Para o bonitão Jon Hamm, quanto mais evidente melhor. Eu já falei dele aqui. Ele gosta de deixar as pessoas incomodadas com aquela coisa gritando lá dentro da calça. Impossível não notar.

Mas, para Lea T., a filha do Toninho Cerezo, primeira modelo internacional transexual, o problema é o oposto. Oprah Winfrey entrevistou a modelo na quinta-feira passada e quis saber como ela faz para esconder o pinto em uma sessão de fotos ou na passarela. E ela respondeu.


11 comentários:

Daniel disse...

O emplastro sabiá fazendo sucesso lá fora!

Paulo Braccini disse...

Gente a qto tempo não ouvia falar sobre o emplastro sabiá ... kkkkk

Adoro pinto solto gritando dentro da calça ... rs

bjão

;-)

tommie disse...

Lea T podia ter aproveitado pra pedir conselhos a Oprah sobre colar velcro, vai que depois da operação ela resolve tentar...

Lucas T. disse...

Voz de trava da Lea T. Mas né, ninguém é perfeito(a).

marta matui disse...

Prefiro Lea T em fotos...

Anônimo disse...

Por favor, não coloque mais fotos do Jon, eu não consigo parar de ficar olhando(e não é para o rosto lindo e másculo dele), você faz eu me sentir um tarado.

Anônimo disse...

O mundo precisa de mais zoom.
Muito bom!
Gui

cronicas gulosas disse...

Pinto que é PINTO não precisa de etiqueta!!!

Papai Urso do Interior disse...

Glorinha tá maus, as etiquetas/dicas dela são um porre, Danuza pode ser, ela tem cara de quem gosta de homem e entende que se precisa de espaço, muuuito espaço p/ dar vazão à essência do vestir... Pinto precisa evoluir para peruzão hipertrofiado, é disso que a gente gosta, é isso que o povo quer!!! rsrsrs... A filha de toni cerezo renderia um post junto ao caso do 'animalzinho' de mortágua e edmundo, seria algo tipo 'filhos de esportistas x pais homofóbicos - o que fazer?'

Eduardo disse...

É para bancar um pinto solto, tem que ser bem bonitão mesmo se não fica aquela coisa feia do Drauso Varela. Eu prefiro pinto para cima, do tipo aquela seta de cabeça desenhada com os dois ovinhos emoldurando. Muito bom!

Eduardo disse...

Esqueci de comentar sobre a modelo Lea T. Todos, inclusive ela, quando falam sobre a transexualidade falam de um "transtorno de personalidade". Isso para mim é preconceito, não é científico. Até bem pouco tempo diziam que ser gay era um "transtorno" também. Não aceito isso. A cabeça de cada um é de um jeito e pronto, não é transtorno de personalidade coisa nenhuma.