quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O espólio de Lula

Com um mês de governo novo já é possível olhar com isenção a herança deixada pelo antecessor. O espólio do governo Lula é, sem dúvida, positivo. Mas acho que há uma herança maldita da qual ainda vamos nos arrepender muito no futuro: a aniquilação da oposição.

O governo Lula conseguiu transformar a oposição em um fiapo sem voz e sem força. O que sobrou da oposição são alguns nomes isolados, desorganizados e desarticulados. O governo tem força para brecar qualquer tentativa de CPI e para aprovar o que lhe der na telha.

Sinto saudades do tempo do PT na oposição. Brigavam por nada. Implicavam com tudo. Agora lemos notas no jornal sobre os passaportes diplomáticos da família do ex-presidente, pequenos escândalos aqui e acolá que não conseguem alçar vôo, problemas com a nossa política energética que geram apagões, coisas assim. Mais parecem notas de rodapé. Os problemas não ganham momentum quando não há oposição gritando.

E de pensar que o PT havia sugerido o impeachment do FHC quando houve o apagão no governo dele. No apagão de agora, menos de uma semana depois, até a notícia se apagou...

3 comentários:

Paulo Braccini disse...

o problema é que o PSDB nunca se preparou para ser oposição ... lamentável mesmo ...

;-)

Lucas T. disse...

O PSDB vai ter que se modernizar e isso vai ser positivo. Só espero que eles reformulem o partido de maneira a evitar a armadilha do conservadorismo.

Dêco disse...

A oposição faz com que as coisas sejam feitas de uma forma melhor, pois haverá alguém para apontar o que não está bem. Que a oposição ganhe força no Brasil.