domingo, 6 de fevereiro de 2011

Não se reprima

Para a grande maioria dos mortais, sair do armário é um processo que pode ser bastante longo. Mas a regra não se aplica às celebridades. Para uma celebridade, sair do armário significa estampar a capa de alguma revista de circulação razoável com os dizeres "Sou gay" abaixo da foto. Ou, nas versões mais recentes, pelo Twitter ou facebook. Não importa se a pessoa em questão leva uma vida completamente aberta com os amigos e a família - enquanto ela não se assume publicamente a imprensa não a trata como gay assumida. Medo de processos por difamação e calúnia por parte da imprensa, medo de danos à carreira por parte da pessoa. Queen Latifah, por exemplo, vive com a parceira Jeanette Jenkins há muito tempo. São vistas juntas o tempo todo. Mas, para todos os efeitos, Queen Latifah não é assumida.

Nas últimas semanas foi oficialmente noticiado que os cantores Jonathan Knight (foto) do New Kids on the Block e Clay Aiken são gays. Quando procurados pela imprensa, eles vieram com a mesma explicação - que sempre tiveram uma vida aberta e nunca esconderam de ninguém o fato de serem gays. Melhor assim. Pelo menos daqui pra frente acaba a especulação.

O fato é que as celebridades têm se sentido muito mais à vontade para tratar do assunto. Não há mais necessidade de ficar se explicando, justificando ou desculpando. Até me impressiono com a franqueza com que o próprio Ricky Martin passou a tratar o assunto, como nesta entrevista recente para a TV brasileira:




4 comentários:

Anônimo disse...

Clay Aiken ?????? QUEM????

Cara Comum disse...

Pois é.. A porta do armário abriu e não quer mais fechar... rs

Anônimo disse...

eu ia até citar o tal do armário de vidro quando vi o link( sim, eu conheço seu blog há pouco tempo) com certeza muita gente vai pensar como milk no filme homônimo, assumam-se por que à partir da visibilidade diminuirá o preconceito(ou algo por aí). mas acho que é melhor se impor na surdina do que se arriscar a ter porta fechada na cara. vejam o que tão fazendo com o gianne, praticamente metralhando o cara pra ele se assumir, tirando fotos, citando nomes, pra quê?? pra ele virar um novo leonardo vieira e ir trabalhar na record. não sou a favor de casamentos fakes, ou pior casamentos fakes onde nascem filhos e meses depois se separam. mas nanini outro dia deu uma resposta ótima sobre se ele é ou não gay, se ia se assumir ou não: "e precisa??!??"

Anônimo disse...

Se você ainda não se assumiu e quer compartilhar experiencias com outras pessoas na mesma situação conheça meu blog:

http://seassumirounao.blogspot.com.br/