domingo, 24 de julho de 2011

Assalto ao Banco Central

O filme é a versão romantizada do famoso assalto ao Banco Central em Fortaleza por um bando que cavou um um túnel sob vários quarteirões, e funciona muito bem do começo ao fim.

A primeira coisa que chama a atenção é o elenco estelar, com ótimos atores mesmo nos pequenos papéis. Uma delícia rever Hermila Guedes (de Céu de Suely), Gero Camilo (um dos melhores atores do Brasil, sempre marcante), Milhem Cortaz (amedrontador), Vinícius de Oliveira (de "Central do Brasil", agora homem feito e no papel de um evangélico efeminado, excelente!), Ilva Niño (excelente atriz que parece existir desde a invenção da TV - foi a criada de Viúva Porcina em Roque Santeiro e atualmente é a mãe do cangaceiro Herculano em Cordel Encantado, e no filme faz uma ponta com interpretação cheia de humor), e mais uma plêiade de grandes atores como Lima Duarte, Giulia Gam, Daniel Filho, Antonio Abujamra, Milton Gonçalves - aparentemente todo o primeiro escalão da Globo.

A história é contada em diferentes linhas do tempo, e a gente já sabe desde o início que os bandidos serão na maioria presos, o que só aumenta o interesse em saber como a trama vai se desenrolar até lá. O roteiro genial consegue fazer com que o filme dominado pelo drama e tensão seja também extremamente divertido. Dava para sentir que o cinema lotado havia embarcado com tudo na onda do filme.

Tem uma frase no filme, "Mulher é foda!" que é dita em um contexto que eu não posso explicar aqui para não estragar a surpresa, mas que se revelou uma sacada genial.

Assalto ao Banco Central é diversão garantida.


5 comentários:

TONY GOES disse...

Ilva Niño é imortal. Tem a mesma cara desde sempre, não mudou um milímetro. Deve ter um retrato em casa que envelhece por ela.

Lucas T. disse...

Assisti hoje e achei bem legal o filme. O Eriberto Leao destoa do resto mas nada muito comprometedor. Curti msm.

Gui disse...

Você sabia que Ilva Niño foi minha professora de teatro no ensino médio? :)

Luciano disse...

@Gui:
Que privilégio!!

Papai Urso do Interior disse...

Adorei, mas como sou observador nato incorrigível, percebi que o logotipo do cartaz é fac-símile de Agosto, minissérie espetacular de 1993 lançada em DVD pela Globo há poucos anos. Mancada da direção de arte da divulgação.