sexta-feira, 22 de julho de 2011

A inveja é uma merda


O ataque terrorista de hoje à pacata Noruega é de deixar qualquer um com os cabelos em pé. Fora todas as motivações e complexas interpretações políticas que permearão os jornais nos próximos dias, na raiz de todo ato desta natureza está a inveja. Uma grande inveja de uma sociedade moderna e progressista que os agressores não conseguem e não têm competência para reproduzir.

A inveja é a exacerbação da admiração. Mentes doentes não conseguem suportar a admiração por aquilo que para eles é inatingível. Esta admiração se torna em inveja, em gana de destruir algo que não se pode ser.

Os grandes inimigos dos gays passam por processo semelhante. São normalmente indivíduos mal resolvidos aprisionados por complexos de culpa impostos pela religião, que não conseguem conviver com a ideia de que os homossexuais geralmente são livres, se divertem mais do que eles, e vivem melhor do que eles. Os gays têm as vidas que os homofóbicos gostariam de ter mas não conseguem por falta de coragem ou competência. Daí surge o impulso de destruir aquilo que o tempo todo os está lembrando de seus fracassos. A inveja é uma merda.

11 comentários:

o Humberto disse...

Quando o invejoso vem passar um mês na sua casa, aí entao você tem vontade de morrer. Ao menos serve de incentivo pra ralar e conseguir morar só, pra não ter que ter esse tipo de gente pesada por perto nunca mais.

Anônimo disse...

Análise e analogia brilhantes. O ataque terrorista foi motivado porque a Noruega é gay e os terroristas homofóbicos. Como ninguém pensou nisso antes? Vou já twittar, blogar e facebookar pra organizar um beijaço, amanhã no vão do MASP, contra os ataques homofóbicos ao bacalhau da Noruega.

Marcus disse...

Hola Luciano,

Acabo de chegar em casa depois de uma tarde ralando como um côco, no Hospital onde trabalho e vejo notícias sobre o atentado na Noruega e ao contrário do que O Globo está noticiando, o antentado yem um suspeito que é Norueguês e tem a ver com Grupos AntiSistema Locais. Quer dizer, nada relacionado com os mulsumanos radicais. Dá uma conferida :

http://www.elpais.com/

Saludos

Papai Urso do Interior disse...

O invejoso murcha qualquer coisa viva ao seu redor, fujo dessa gente sem brilho no olho mas sempre com olho gordo, aliás olho gordo é eufemismo, devia ser rebatizado para olho com obesidade mórbida. E sobre os atentados infelizmente é mais do mesmo na mesma Europa que muitas vezes a gente incensa e joga lá pra cima como se por lá nunquinha acontecessem coisas ruins ou houvesse gente preconceituosa. Gente ruim e projetos mal-acabados de ser humano nascem por todo o globo, fazer o que, né? Segue a vida...

FOXX disse...

mas eu vi q os americanos acusaram um grupo terrorista árabe pelo atentado, q negaram, e os alvos foram todos do partido trabalhista noruegues, vc não acha que pareceu muito mais um atentado de extrema-direita do q árabe?

CIELLO disse...

então..... A inveja é a questão e vc foi brilhante. ORGULHO de tê-lo por aqui, pelo facebook e por muito mais!!! Sério... é para se reproduzir a exaustão o último parágrafo!

abraços orgulhosos

Cara Comum disse...

Sei lá se dá pra simplificar as coisas a este nível... Questoes humanas e políticas são tão intrincadas...

Abraços!!

Dino Costa disse...

Tão cedo para dizer o motivo... Parece que o suspeito é um norueguês mesmo, nacionalista de extrema direita. A gente pode cogitar, se esse for mesmo o cara, de que ele é um louco terrorista que deveria ter sido internado e não foi. Lembra o atentado de Oklahoma City nos Estados Unidos de 19 de abril de 1995, em que 168 pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas. Os dois culpados, americanos brancos, treinados no exército, eram contra decisões tomadas pelo governo, tinham tendências políticas estranhíssimas e decidiram implodir um prédio onde funcionava uma agência do governo federal americano para demonstrar seu descontentamento. Se fosse para escolher uma palavra eu escolheria extremismo, não inveja.

Carlos disse...

No caso do tiroteio, já se sabe que, além de membro da extrema direita, o cara era cristão. Acho importante destacar isso, porque se fosse muçulmano a informação estaria na capa das notícias. Um tapa na cara dos evangélicos que começaram a perseguir a comunidade islâmica brasileira.

P. Florindo disse...

A última parte do seu texto definiu bem a mentalidade do invejoso. Especialmente, dos homofóbicos.

Thiago Lasco (Introspective) disse...

Ditto!