sexta-feira, 22 de julho de 2011

A grande família brasileira

Esta cena abriu o episódio de hoje de A Grande Família. Sim, foi um episódio sobre casamento gay, sobre preconceito e... pasmem! sobre reações a um beijo gay!! Acho que a Rede Globo está querendo dizer algo.

No episódio surgiu Fábio, o irmão gêmeo gay de Paulão - os dois interpretados por Evandro Mesquita. E o dilema se centrou na divisão dos personagens entre as festas de aniversário de Paulão (que não aceita o irmão gay) e do casamento de Fábio com seu noivo. Os problemas começam depois que Agostinho (Pedro Cardoso) faz um escândalo quando o casal gay se beija dentro de seu taxi e sua empresa começa a ser boicotada pelos clientes gays.

Apesar de mostrar gays estereotipados - que condizem mais com o universo da família classe média baixa retratada no programa - o programa inseriu várias mensagens contra o preconceito e todos os personagens principais tinham posição positiva de apoio. E o episódio termina com a aceitação pelo irmão hétero, e com o Agostinho finalmente permitindo que o casal gay se beijasse dentro de seu taxi.

Agostinho mudou de atitude em relação à aceitação do beijo de um casal gay. Sendo Agostinho um conservador como a Rede Globo, isto pode ser um recado que as coisas vão mudar. Por enquanto, a polêmica do beijo gay continua.

13 comentários:

o Humberto disse...

Estamos de olho.

FOXX disse...

"Apesar de mostrar gays estereotipados - que condizem mais com o universo da família classe média baixa retratada no programa"?
oi?
como assim?

Luciano disse...

@FOXX:
A Grande Família é um programa de humor baseado em sátira. O próprio personagem do Agostinho (olha como ele se veste!) é um retrato colorido do gosto típico da classe média baixa. Por isso se encaixaram muito bem os gays mais óbvios mostrados no programa. Veja bem, eles não foram ridicularizados - apenas mostrados em seu lado mais colorido, que tem mais a ver com a leveza do programa (que não é um Globo Repórter). No final de tudo, a visão foi positiva.
Abraço,
**

Papai Urso do Interior disse...

Única surpresa boa nesta quinta à noite. Nem vi as chamadas sobre o que trataria o episódio, mas após meu ritual de assistir FuroMTV enquanto Globo exibia a xaropada insensata, comecei zapear até estacionar no 1o. bloco da Grande Família e não me arrependi. Gosto do tom do seriado que diz adeus esse ano após 10 de exibição, toda vida roteiristas foram corretos na abordagem, há um carinho e uma humanidade no bairro fictício de Lineu e Nenê que vão fazer falta, muita falta. Dia desses assisti um que falava de perdão er trazia a mãe de Lineu interpretada pela maravilhosa Laura Cardoso, aquem vc fe um post-homenagem inesquecível. Mas é fato que o elenco está cansado e realmente precisa alçar outros voos. Guta Stresser que faz a Bebel é que mais sofreu os efeitos do tempo. Só não gostei do escorregão do proprio personagem gay que dentro do táxi de Agostinho usou termo "opção sexual diferente", óbvio LGBTs jamais encararam o que sentem como opção, tipo tomada bivolt. Detesto (quase) tudo na Globo, mas O Astro, Amor e Sexo e tres ultimos episodios de Grande Família tem sido um primor, exemplos de que quando Globo quer, faz direitinho mesmo c/ a frescura de encaixar horário/faixa etária.

Paulo Braccini - Bratz disse...

estes paradoxos da Globo me cansam ... #FATO

((ADRIANO)) disse...

Meu relacionamento com a Globo é de AMOR e ÓDIO.

Lucas calistro disse...

A eu gostei mt do episodio de ontem... podia ser melhor, mais já eh uma evolução!

Anônimo disse...

Gostei do episódio, ri horrores :D

O que vejo, é que quanto mais se fala e se evidencia as relações homossexuais, mais as pessoas se colocam contra.

O tanto de comentários ruins q já li sobre o episódio, dizendo que é incentivo, falando que daqui há uns anos a heterossexualidade será vista como proibida e a homo obrigatória... é tanta gente pequena com cabeça fechada, que fico na dúvida se tratar disto na tv vai adiantar alguma coisa para esta população atrasada, mesquinha, intolerante...

Anônimo disse...

Eu sabia que o Muque de Peão iria postar este vídeo, assisti o episódio e gostei achei muito divertido, eles conseguiram fazer algo que fosse visto por muitos, aprovado.

Ro Fers disse...

Achei bacana ao episódio, sempre é assim na população, depois de muitos preconceitos, alguns gays são aceitos ou a população finge que aceita...
Forte abraço!

Anônimo disse...

como faço para ver o episodio na integra? muque como fazer?abraço

Luciano disse...

@Anonimo:
A única forma que eu conheço de assistir ao conteúdo integral da Globo pela internet é sendo assinante do globo.com. Já me disseram que vale a pena.

Cara Comum disse...

Hummmm... Eu, como um bom cético, prossigo duvidando se isso não foi mais um recado dos roteristas que necessariamente uma mensagem da Globo dizendo que pensa em mudanças...

Abraços!!